Centenas assistem à peça de teatro no Campus de Cornélio Procópio

Segunda, 16 Abril 2018 11:47 por Assessoria de Comunicação Social
Cerca de 700 pessoas acompanharam a apresentação da peça "A Pereira da Tia Miséria" no Campus de Cornélio Procópio Cerca de 700 pessoas acompanharam a apresentação da peça "A Pereira da Tia Miséria" no Campus de Cornélio Procópio

Figuras com mais de três metros de altura circulando no meio dos estudantes. Logo atrás, tambores e sinetas anunciavam: hoje tem teatro no Campus de Cornélio Procópio da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Os próprios atores de “A Pereira da Tia Miséria” convidaram os acadêmicos para se reunirem próximos ao Bloco A e acompanhar a peça.

No início, muitos risos. A peça tem bom humor. Mas conforme a miséria, a fome e a morte começaram a se desenrolar diante dos acadêmicos reunidos próximos a pereira cenográfica, o público ficou mais sério e se emocionou com o desfecho, que reúne a dialética da fome, momentos de descontração e muita reflexão em torno de temas que perturbam desde sempre a humanidade.

Os aplausos, ao fim da peça, foram sonoros dos cerca de 700 estudantes que acompanharam a peça. A apresentação do Núcleo Ás de Paus, de Londrina, na quinta-feira (12/04), impressionou à reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan. “Eu achei esplêndido. Uma peça muito linda, que discute temas extremamente atuais que nos põe a pensar”, acentuou.

A reitora destacou ainda ser ótimo ver a UENP nesse movimento cultural. “A Universidade ganha muito com essas manifestações culturais. Desde o começo de nosso trabalho na Reitoria, realizamos ações com o objetivo de proporcionar uma vida cultural artística aos nossos estudantes”, afirma.

O diretor do Campus de Cornélio Procópio, Sérgio Roberto Ferreira, destacou a atuação dos artistas. “Além do tema ser muito atual, se sobressai a forma como estes atores passam a mensagem. É com muita emoção, muito talento, muito comprometimento. A gente viu que ninguém arredou o pé daqui e todo mundo prestou atenção. A PROEC faz um ótimo trabalho ao trazer arte para a Universidade. E nós agradecemos”.

O ator e sócio-fundador do Núcleo Ás de Paus, Rogério Costa, elogiou a energia trocada com o público em Cornélio Procópio. “Um grande público e todo mundo em silêncio. Mas é aquele silêncio de imersão no mundo da peça, de interesse, de atenção. É ótimo poder se apresentar diante de um público como esse na Universidade”, afirma.

Estudantes ligados à arte

Abner Recanello e Tatiane Biolada são dois estudantes do curso de Letras Português-Inglês da UENP. Os dois disseram que adoraram a peça e que estiveram completamente vidrados na encenação do começo ao fim. Eles afirmam ser amantes da arte e destacam que apresentações como a acompanhada naquela noite são uma ótima oportunidade para o crescimento acadêmico dos alunos.

“Eu gosto muito do mundo artístico, principalmente de cinema. Chegar à Universidade e ter acesso a um espetáculo como esse é extremamente gratificante. Eu amei a forma como eles personificaram conceitos como a morte, a fome e a miséria”, afirma Abner.

“É um assunto muito em voga, que diz respeito ao sofrimento em nossa atualidade. Por isso, eu acho que a comunidade ganha muito com essa apresentação e todas as perspectivas de mundo que uma peça como a que vimos aqui pode provocar, não apenas em alunos de Letras, mas a todos os estudantes”, ressalta Tatiane.

Última modificação: Segunda, 16 Abril 2018 11:50